Em comparação ao mês de março, que obteve o maior número de extinções até o momento, com 398 negócios fechados, a redução chega a ser de 33%.

DA REDAÇÃO – PORTAL AM1*

Manaus (AM) – Em setembro deste ano, o Amazonas, por meio da Junta Comercial do Estado (Jucea), registrou queda no número de empresas fechadas no mercado local, com um total de 266 empreendimentos. Em comparação ao mês de março, que obteve o maior número de extinções até o momento, com 398 negócios fechados, a redução chega a ser de 33%.

Os dados são do Sistema de Registro Mercantil (SRM) da autarquia, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços. E estão disponíveis para consulta no site institucional www.jucea.am.gov.br, na aba superior Serviços/ Estatísticas. Os números não incluem os Microempreendedores Individuais (MEIs), que são constituídos, por meio do portal do Empreendedor, do governo federal.

Segundo os relatórios do SRM, desde janeiro a média de empresas fechadas chegou a ser de 300 por mês. Ressaltando que a extinção de uma empresa, não implica necessariamente no fechamento direto de um negócio ativo.

“Alguns fatores contribuem diretamente na extinção de um CNPJ que se encontra ativo. Um deles são empresas que estão de portas fechadas há muito tempo e só agora, por uma questão de necessidade para uma aposentadoria ou para conseguir um benefício, o cidadão resolveu extinguir o CNPJ. Outro fator é a gratuidade, uma vez que hoje não é cobrado nenhum valor pela Jucea, para encerrar atividades de uma empresa”, destacou a presidente da autarquia, Maria de Jesus Lins.

Empresas abertas

No mês de setembro foram constituídas um total de 580 novas empresas. Sendo, nos dados consolidados pela segmentação de Classificação Nacional de Atividades Econômicas (Cnae), a segmentação de serviços com 355 novas empresas no mercado, seguida do setor de comércio com 180, e de 22 na segmentação de indústria.

Tempo médio

Em relação ao tempo médio na análise de processo do registro empresarial no mês passado, foi de 32 minutos. Nesse tempo, o analista do órgão, consegue revisar os dados fornecidos pelos empreendedores, como: capital social, sócios, endereço e o Nire (Número de Identificação do Registro de Empresas).

Municípios

No que diz respeito aos cinco municípios que mais constituíram empresas em agosto destacam-se: Manaus com 417 novas empresas; seguida por Parintins com 30; Itacoatiara com 12 novos empreendimentos; Humaitá e Iranduba com 7 empresas cada.

(*) Com informações da assessoria 

Fonte: Amazonas 1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui