O vice-presidente Geraldo Alckmin afirmou que a reforma tributária irá ‘ajudar’ a Zona Franca de Manaus

O vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Geraldo Alckmin afirmou, na sexta-feira (24) em Manaus, que a reforma tributária irá “ajudar a Zona Franca”. A afirmação foi feita durante a 308ª reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS) no Centro de Convenções Vasco Vasques, zona centro-sul de Manaus.

“Se a gente verificar, aqui (Manaus) é uma cidade industrial.  Estamos falando de grandes indústrias. Eu sempre ouvi que a indústria enfrenta três problemas: imposto, juros e câmbio. O câmbio está bem, o que ele não pode é ficar oscilando; temos que simplificar a questão tributária, tecnicamente, é perfeitamente viável se manter a competitividade da Zona Franca de Manaus. O que precisamos fazer é ajudar o restante do Brasil a conquistar mercados lá fora. Há indústria que não se mantém sem importar. O objetivo é este. Conte conosco para a gente ser parceiro para fazer crescer a Suframa e a ZFM”, afirmou o vice-presidente.

Ainda na reunião Geraldo Alckmin falou sobre o potássio, que esse será um dos possíveis investimentos que o governo federal na região e ressaltou que produto ganhará empenho para resolução de problemas jurídicos.

“Ainda exportamos 70% dos fosfatados, mas o mais grave é o potássio, nos importamos 98% do potássio, e o potássio é Amazonas é Autazes. Nós vamos trabalhar com empenho para gente resolver o problema jurídico. Não é possível levar cinco anos para discutir competência. Se a competência do licenciamento é do Ibama ou é do Ipaam (Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas). Não é possível. Então este pode ser o maior investimento do país nesta mina de potássio. Na produção de cloreto de potássio e o Brasil deixar de importar 98% do potássio.” ressaltou Alckmin.

Esta foi a primeira reunião do CAS em 2023 e a primeira presidida pelo MDIC, desde a recriação da pasta, e teve como uma das novidades a participação do Ministério dos Povos Indígenas no CAS.

Durante a primeira Reunião do CAS, deste ano, foram aprovados  44 projetos industriais e de serviços, que estimam investimentos totais de cerca de R$ 1,5 bilhão e a geração de mais de 2 mil novos empregos na Zona Franca de Manaus (ZFM).

O evento – que teve caráter especial em função da comemoração do aniversário de 56 anos da Suframa e do modelo ZFM, celebrados oficialmente no último dia 28 de fevereiro – contou com a presença do governador do Amazonas, Wilson Lima, do governador do Amapá, Clécio Luis, do prefeito de Manaus, David Almeida, do prefeito de Rio Branco, Sebastião Bocalom, do superintendente da Suframa, interino, Marcelo Pereira, e de demais autoridades políticas e empresariais e representantes de entidades de classe da região.

Fonte: D24AM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui