A empresa coletará matéria-prima de ribeirinhos e produtores familiares. A produção será em Manaus, com foco na merenda escolar.

Iniciada como incubadora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), a Amazon Porridge começará a produzir mingau instantâneo na Zona Franca de Manaus (ZFM) utilizando ingredientes locais como banana, castanha e tapioca.

A empresa coletará matéria-prima diretamente de ribeirinhos e produtores familiares em áreas estratégicas. A produção será industrializada em Manaus e um dos principais mercados para o mingau instantâneo será a merenda escolar.

Assim como já acontece com o macarrão e a sopa, instantâneos, para consumir o mingau basta colocar água no copo recipiente contendo os ingredientes e misturar por alguns minutos.

Segundo Vanilson Costa, fundador da Amazon Porridge, o investimento inicial para a instalação da fábrica é de R$ 10 milhões. A estimativa é que a fábrica gere 18 empregos diretos e comece a produção no segundo semestre de 2024.

“Atualmente, o que falta para fornecermos merenda escolar é a produção em escala. Com a estrutura que tínhamos antes, não conseguíamos atender a demanda das escolas. Agora, com nossa nova indústria, poderemos atender de forma escalável e é para isso que estamos nos preparando”, disse Vanilson.

O projeto foi apresentado ao secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Serafim Corrêa. “O Governo do Amazonas está de portas abertas para novos negócios na região, criando oportunidades, mais empregos e investimentos em pesquisa”, afirmou Serafim.

Fonte: Real Time 1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui