Números dos quatro primeiros meses de 2024 chegaram a R$ 63,86 bilhões

Manaus (AM) — O Polo Industrial de Manaus (PIM) faturou o montante de R$ 63,86 bilhões, entre janeiro e abril deste ano, representando crescimento de 10,46% em relação ao mesmo intervalo do ano passado (R$ 57,81 bilhões). Em dólar, o resultado de faturamento no primeiro quadrimestre atingiu US$ 12.7 bilhões, indicando aumento de 12,01% em relação ao mesmo intervalo de 2023 (US$ 11.34 bilhões).

“Os números refletem aquilo que já prevíamos no início do ano, quando falávamos na tendência de redução da taxa básica de juros por parte do Comitê de Política Monetária (Copom), além da estabilização dos níveis dos rios no período. São fatores que contribuíram positivamente com a normalização da produção no PIM e, consequentemente, com o crescimento no faturamento de 10,46% em relação ao mesmo intervalo de 2023”,

avaliou o superintendente da Suframa, Bosco Saraiva.

As exportações do PIM totalizaram US$ 227.46 milhões até abril, indicando crescimento de 16,47% na comparação com o mesmo período de 2023 (US$ 195.29 milhões).

No tocante à mão de obra, o Polo Industrial de Manaus empregou, no mês de abril, o quantitativo de 116.450 trabalhadores, entre temporários, terceirizados e efetivos. Com os resultados apurados até abril, a média mensal de mão de obra do PIM, em 2024, está estabelecida em 116.966 trabalhadores — crescimento de 4,6% em relação à média mensal de igual período de 2023 (111.818 trabalhadores).

Quadro com números desde 2019 também mostra evolução nas Exportações do PIM, que totalizaram US$ 227.46 milhões entre janeiro e abril de 2024, um incremento de 16,47% em relação ao mesmo período de 2023 (Arte: Fábio Alencar/Suframa)

Bens de Informática (23,37%), Eletroeletrônico (17,37%), Duas Rodas (19,25%), Químico (10%) e Termoplástico (8,53%) foram, até abril, os segmentos com maior participação no faturamento global do PIM. Destes, Duas Rodas, com faturamento de R$ 12,29 bilhões e crescimento de 22,65%, e Termoplástico, com faturamento de R$ 5,44 bilhões e crescimento de 10,55%, representaram os subsetores mais aquecidos no período.

Receptores de sinal de televisão, com 2.284.338 unidades fabricadas e crescimento de 106,58%, e condicionadores de ar do tipo janela ou de parede, com 152.957 unidades e aumento de 197,86%, estão entre os principais produtos fabricados pelo PIM com maior aumento de produção no período de janeiro a abril deste ano.

Outros produtos de destaque incluem condicionadores de ar do tipo split system, com 1.875.633 unidades e aumento de 84,41%; rádios aparelhos reprodutores e gravadores de áudio (não portáteis), inclusive, toca discos digitais a laser, com 298.803 unidades e aumento de 43,52%: monitores com tela de LCD (para uso em informática), com 954.869 unidades e aumento de 20,62%; fornos microondas, com 1.802.247 unidades e aumento de 59,09%; motocicletas, motonetas e ciclomotos, com 625.294 unidades e aumento de 17,84%; televisores com tela de LCD e OLED, com 4.462.591 unidades e aumento de 4,31%; e microcomputadores portáteis, com 197.189 unidades e aumento de 34,78%.

*Com informações da assessoria

Fonte: EM TEMPO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui