O mercado inclui desde equipamentos de raio-x, implantes odontológicos até agulhas cirúrgicas a implantes cardíacos

Com informações da Assessoria / portald24@diarioam.com.br
Publicado em 5 de maio de 2024 às 07:30

São Paulo – De acordo com o mais recente levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Dispositivos Médicos (ABIMO), o setor gerou R$ 24 bilhões em receita líquida de vendas em 2023 e atingiu o patamar de U$ 1 bilhão em exportações. O levantamento é feito pela associação com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O mercado, que inclui desde equipamentos de raio-x, implantes odontológicos até agulhas cirúrgicas a implantes cardíacos, teve participação na produção doméstica no consumo aparente de 40,3%, de um universo de R$ 59,6 bilhões (o consumo aparente contempla a produção industrial doméstica destinada ao mercado interno, mais as importações).

Ainda no comércio internacional, as importações cresceram 11% e as exportações, 14%, no comparativo com 2022. Inclusive, foi a primeira vez em 10 anos, que o setor rompeu a casa do U$ 1 bilhão em vendas para o mercado externo. O mercado de dispositivos médicos tem como principais compradores os Estados Unidos e China e, como mercados importadores, Alemanha e Estados Unidos são os mais relevantes.

Já em relação à arrecadação de Imposto sobre a circulação de bens e mercadorias (ICMS), em 2023, o setor alcançou R$ 1 bilhão. Além disso, o segmento de instrumentos e materiais para uso médico e odontológico e artigos ópticos gerou cerca de 2.500 novos postos de trabalho em 2023, um aumento de 3,5% em relação a 2022.

Fonte: D24am. Leia mais em https://d24am.com/economia/industrias-de-dispositivos-medicos-atingem-r-24-bilhoes-de-vendas-em-2023/

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui