Um levantamento feito pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCom) e a consultoria Nielsen estimou, ao final do primeiro semestre do ano, que o e-commerce no Brasil vai mobilizar neste ano um total de R$ 185,7 bilhões, resultado de mais de 1 milhão de operações diárias.

O valor dos negócios no e-commerce será R$ 16,1 bilhões a mais que o resultado registrado no ano passado, até agora o melhor dessa modalidade de comércio que foi impulsionada pela pandemia da Covid-19.

Conforme o levantamento, o pedido médio feito pelos brasileiros no e-commerce será de R$ 470,00, um valor que será afetado pelas novas regras de tarifação implantada pelo Ministério da Fazenda nesta segunda-feira (31), que taxou as compras acima de US$ 50,00 (aproximadamente R$ 250,00).

Veja as projeções para os próximos cinco anos:

E-commerce só cresce no Brasil

O levantamento também mostrou que está em franca expansão o número de brasileiros que recorrem ao e-commerce para realizar suas compras. Neste ano, os compradores eletrônicos deverão chegar a 87,8 milhões, um pouco além dos 83,79 milhões do ano passado.

O total de pedidos estimados para 2023 também impressiona: 395,1 milhões, 1,08 milhão a cada dia. Esses valores também superam os do ano passado inteiro, quando os pedidos foram de 368,6 milhões, 1,009 milhão diariamente.

<strong “=””>Veja outras projeções para os próximos cinco anos:

Fonte: RealTime1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui