Resultado é superior ao atingido no mesmo período do ano passado.

O Polo Industrial de Manaus (PIM) começou 2023 com valor recorde para um mês de janeiro, ao alcançar, naquele intervalo, faturamento de R$ 13,07 bilhões. O resultado é 7,47% superior ao atingido em janeiro de 2022 (R$ 12,16 bilhões).

Em dólar, o faturamento do PIM no primeiro mês de 2023 foi de US$ 2.56 bilhões, representando crescimento de 12,91% em comparação com o mesmo mês em 2022.

As exportações do PIM totalizaram US$ 47.83 milhões em janeiro, indicando aumento de 30,77% em relação ao mês no ano passado (US$ 36.57 milhões).

Já a mão de obra do PIM registrou, em janeiro, 106.710 trabalhadores empregados, entre efetivos, terceirizados e temporários. Desde outubro de 2020 – ou em 28 meses consecutivos -, a quantidade de mão de obra do parque fabril de Manaus supera 100 mil vagas diretas.

PIM tem faturamento recorde em janeiro.

Segmentos e produtos

O segmento de bens de informática continua sendo o maior responsável pelo faturamento global do PIM, com faturamento, em janeiro, de R$ 3,26 bilhões e 24,95% de participação.

Depois vêm, respectivamente, os subsetores eletroeletrônico, com 18,54% de participação e faturamento de R$ 2,42 bilhões; duas rodas, com 17,43% de participação e faturamento de R$ 2,27 bilhões; e químico, com 9,79% de participação e faturamento de R$ 1,28 bilhão.

Em termos de volume de faturamento apresentado, os principais produtos fabricados pelo PIM em janeiro deste ano foram:

  • Motocicletas, motonetas e ciclomotores;
  • Televisores com tela de cristal líquido e Oled;
  • Telefones celulares;
  • Placas de circuito montada para uso em informática;
  • Condicionadores de ar do tipo split system;
  • Fornos micro-ondas.

Dois desses itens – motocicletas, motonetas e ciclomotores e televisores com tela de cristal líquido e Oled – se destacaram, ainda, entre os produtos que registraram maior crescimento de produção entre janeiro de 2023 e o mesmo mês do ano passado, com aumentos, respectivamente, de 53,78% e 51,90%.

Otimismo

Segundo o superintendente da Zona Franca de Manaus, interino, Marcelo Pereira, começar o ano com recorde de faturamento inspira otimismo quanto ao desempenho global do PIM no restante de 2023.

“Os dados mostram que o Polo Industrial de Manaus começou o ano de forma aquecida e em boas condições de seguir uma trajetória ascendente nos próximos meses. Tivemos um forte desempenho dos segmentos mais representativos do PIM, como Eletroeletrônico, Bens de Informática e Duas Rodas, e itens como televisores e motocicletas puxando o crescimento de produção e faturamento”, analisou Pereira.

A verticalização produtiva e o bom momento do PIM também chamaram a atenção do secretário de Desenvolvimento Industrial, Inovação, Comércio e Serviço do MDIC, Uallace Moreira, que esteve na semana passada, em Manaus, visitando empresas, instituições de Ciência e Tecnologia e realizando reuniões com empresários e entidades de classe da região.

Na avaliação do secretário, o PIM e a Zona Franca de Manaus, enquanto modelo de desenvolvimento regional, têm condições plenas de contribuir para a nova política industrial brasileira baseada em inovações tecnológicas e na economia verde.

“O novo governo entende que a indústria é fundamental para o desenvolvimento socioeconômico do Brasil e, dentro desse contexto de neoindustrialização, a Zona Franca de Manaus tem um papel relevante nessa agenda, também por conta do seu potencial de contribuição para o desenvolvimento regional. Todas as empresas que estão aqui serão tratadas como devem, porque contribuem sensivelmente com investimentos e com a geração de emprego, renda e inovação tecnológica para a região, e para nós isso é fundamental”, afirmou Moreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui