Nova reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS) acontecerá no próximo dia 3 de julho por videoconferência

 Gerson Severo Dantas

O Conselho de Administração da Suframa (CAS) realizará, por videoconferência, no dia 3 de julho, a 315ª Reunião Ordinária para analisar 29 projetos industriais, de serviços e agropecuários, totalizando investimentos superiores a R$ 461 milhões.

Os projetos têm potencial para gerar 492 novos empregos e alcançar um faturamento projetado superior a R$ 3,1 bilhões. Os projetos industriais e de serviços têm prazo de até três anos para implementação, enquanto os agropecuários têm um prazo de cinco anos.

A presidência da terceira reunião do CAS deste ano ficará a cargo do secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Márcio Elias Rosa.

O superintendente da Suframa, Bosco Saraiva, os conselheiros, autoridades políticas e representantes de entidades de classe também participarão do evento.

A pauta da reunião inclui 13 projetos de implantação e 16 projetos de diversificação e atualização em subsetores como termoplástico, metalúrgico, eletroeletrônico e bens de informática.

Destaca-se dentre os 26 projetos cujas aprovações serão comunicadas ao Conselho, o de de implantação da Aço Forte Comércio de Ferro e Aço, para produção de laminado de ferro aço em fita, tira, chapa e “blanks”, com investimentos de R$ 47,56 milhões e criação de 20 novos empregos.

Também merece registro, o projeto de diversificação/atualização da Wasion da Amazônia Indústria de Instrumentos Eletrônicos, com investimentos totais de R$ 23,94 milhões para fabricação de inversor solar fotovoltaico e geração de 28 novos empregos.

Entre os três projetos a serem avaliados pelo Conselho, está o da Climazon Industrial, que planeja investir R$ 201,39 milhões na produção de condicionadores de ar, criando 52 novos empregos.

Agropecuários na pauta do CAS

Serão comunicadas também a aprovação de três projetos agropecuários.  O projeto de bovinocultura de José Alberto Pinto, com geração de dois empregos fixos e investimentos de R$ 1.552,500,99.  O projeto de bovinocultura de Vanderlei Sergio Tavares, com geração de seis empregos entre fixos e variáveis e investimento de R$ 1.797.346,80.

Ambos os projetos de criação de bovinos serão realizados em área de cerca de 100 hectares.

*Com informações da assessoria

Fonte: Real Time 1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui