O superintendente participa da 308ª Reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS)

Brasília – O superintendente da Suframa, interino, Marcelo Pereira reuniu-se nesta quarta-feira (8), com o vice-presidente da República Geraldo Alckmin, para discutir questões como a realização da 308ª Reunião do Conselho de Administração da Suframa (CAS) e a assinatura do contrato de gestão do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA).

Embora representem assuntos com detalhes ainda sendo definidos nos bastidores, Pereira saiu das reuniões otimista com os potenciais encaminhamentos a serem anunciados em breve.

“Com relação ao CAS, mais especificamente, o governo federal está trabalhando no decreto presidencial que irá dispor sobre a nova composição oficial do Conselho, e o extremo cuidado com esse processo está dentro da previsibilidade em um momento de transição e de ajustes no governo e em suas pastas. Mas é importante ressaltar que não está havendo prejuízo às empresas e aos investidores, uma vez que a Suframa tem a prerrogativa legal para chancelar novos projetos de investimentos e submetê-los, posteriormente, à homologação do Conselho”, ressaltou Pereira.

A reunião com o ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços foi o maior destaque da intensa agenda de atividades e reuniões realizadas ao longo dos últimos dois dias, em Brasília, a fim de discutir temas de grande interesse para a Autarquia e para o ambiente de negócios da ZFM.

A agenda foi iniciada com a participação da Autarquia na solenidade de comemoração dos 56 anos da Suframa e do modelo Zona Franca de Manaus (ZFM), na última terça-feira (7), no Congresso Nacional.

Também nesta quarta-feira (8), o superintendente Marcelo Pereira e os servidores da Autarquia que estão em Brasília tiveram a oportunidade de interagir com membros da bancada federal do Estado de Rondônia que procuraram as equipes técnicas da instituição e de fazer uma visita de cortesia aos parlamentares que integram o grupo de trabalho voltado à discussão da reforma tributária no Congresso Nacional.

Fonte: D24AM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui